Conheça um pouco sobre o Pantanal

Conheça um pouco sobre o Pantanal

14
Compartilhar

Tocando de Primeira

Pantanal – Brasil

Sobrevoei o Pantanal pela primeira vez em 1992, e o fumacê das queimadas mudava os tons do entardecer. Vi paisagens, grafismos e cores mais vibrantes à medida que o sol buscava o horizonte.

Tocando de Primeira

Deixei a região acreditando ter visto o lugar mais bonito do mundo. Vinte anos depois, ainda tenho a mesma convicção. Depois de meia centena de viagens à região, digo que é de lá a melhor luz que um fotógrafo pode desejar; fora isso, entrei em contato com a cultura do homem pantaneiro, a fauna, os rios que invadem as terras na estação das chuvas e dão àquele lugar características tão próprias.

Ao contrário das savanas africanas, não é fácil ver os animais do Pantanal, embora ali seja um dos ecossistemas mais ricos do mundo, com cerca de 1 100 espécies. O céu na época da seca está sempre coalhado de aves muito diferentes, mas os mamíferos raramente se deixam ver. Por mais que você palmilhe o Pantanal, que você cruze boa parte do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul, há sempre algo mais para ver, há sempre uma razão para voltar.

Na estação da cheia (outubro a março), a água renova o visual e tudo fica verdinho. O Pantanal tem três tipos de hospedagem: as voltadas para ecoturistas, as próprias para os pescadores e os hotéis do centro. Uma referência é o Hotel SESC Porto Cercado, com estrutura voltada para o turismo ecológico e sustentável. Os hóspedes podem praticar arvorismo, fazer trilhas e observar animais.

Fonte: Abril

Tocando de Primeira