Estudo diz que Sputnik V é eficaz contra variante brasileira