Covid-19: Recife monta hospital provisório com 100 leitos de UTI e 60...

Covid-19: Recife monta hospital provisório com 100 leitos de UTI e 60 de enfermaria

63
Compartilhar

Tocando de Primeira

A prefeitura do Recife entregou, nesta sexta-feira (10), o Hospital Provisório Recife 1, unidade montada em um prédio alugado, localizado na Rua da Aurora, no bairro de Santo Amaro. Voltado para pacientes com Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, o hospital conta com 100 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e outros 60 de enfermaria.

Com a conclusão da obra nesta sexta, a previsão da prefeitura é de que o local comece a funcionar até o dia 20 de abril. A capital conta, ainda, com outros três hospitais de campanha, todos montados junto a unidades de saúde que já existiam para aproveitar a infraestrutura desses lugares. O da Rua da Aurora é o primeiro que não é um anexo de outra unidade.

Tocando de Primeira

“Em 20 dias, ficou tudo pronto, foram comprados todos os equipamentos, foi montada toda a estrutura de gás e a estrutura elétrica, que para uma UTI é uma demanda muito grande”, afirmou o prefeito Geraldo Julio (PSB).

A construção do hospital faz parte do Plano Municipal de Contingência Covid-19 para enfrentamento à pandemia. Até esta sexta (10), estavam em funcionamento 186 leitos montados especificamente para esses pacientes.

A gestão do hospital provisório ficou sob a responsabilidade do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), que assinou um contrato com a prefeitura no dia 30 de março. “A gente decidiu somar esforços com quem entende, com quem sabe. Eles já administram o Hospital da Mulher [que é municipal] e estão tomando todas as providências, selecionando pessoal”, explicou o prefeito.

Geraldo Julio lembrou, ainda, que o ideal é todas as prefeituras se esforçarem para gerar leitos para atender os pacientes durante a pandemia. “Esses leitos são do SUS [Sistema Único de Saúde], é um sistema universalizado. Hoje, por exemplo, temos 24 pessoas entubadas em leitos feitos pela prefeitura do Recife. Desses, dez são recifenses”, afirmou.

“Essa crise da pandemia é uma crise duradoura, não vai acabar do dia para a noite, em um dia ou em uma semana. É necessário montar uma estrutura no médio e longo prazo”, afirmou Geraldo Julio.

Como buscar atendimento

O Hospital Provisório Recife 1 fica localizado na Rua da Aurora, número 1.675. No local, vão ser atendidas pessoas encaminhadas pela central de regulação do estado. De acordo com o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, a população não deve procurar diretamente o hospital.

Primeiro, é preciso baixar o aplicativo Atenda em Casa, da Prefeitura do Recife, para um atendimento remoto feito por profissionais de saúde.

“A partir do aplicativo, as pessoas podem ter uma comunicação direta, face a face, numa videochamada com um profissional de saúde. Mais de 2 mil pessoas foram atendidas assim e 600 foram encaminhadas para unidades de saúde”, afirmou.

Em caso de necessidade de internação, há três hospitais de campanha funcionando nos bairros de Casa Amarela e Campina do Barreto, na Zona Norte, e no Ibura, na Zona Sul. “Se o paciente precisar de leito de UTI, vem para esse hospital ou para o Hospital da Mulher”, disse o secretário.

O hospital provisório foi equipado com respiradores pulmonares, aparelhos para fisioterapia respiratória, raio-x digital portátil, camas hospitalares, monitores de sinais vitais, desfibriladores cardíacos, entre outros.

Coronavírus em Pernambuco

Na quinta-feira (9), Pernambuco confirmou mais 154 casos da Covid-19. Com isso, o estado passa a ter 555 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O número é 423% maior do que os 106 casos registrados há exatamente uma semana, no dia 2 de abril.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), ainda foram confirmados mais dez óbitos, sendo quatro mulheres e seis homens, com idades entre 49 e 93 anos. As mortes ocorreram entre o domingo (5) e a terça (7). Com isso, Pernambuco contabiliza 56 mortes de pessoas com a Covid-19. O número de pacientes recuperados subiu para 49.

Fonte: G1

Tocando de Primeira