“Bolsonaro está mais isolado que nunca”, afirma Financial Times em editorial