Polícia de Miami atira em homem negro cuidador de um paciente autista, que estava desarmado e com as mãos pra cima

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

Um policial da Flórida atirou contra um cuidador negro de um paciente autista, segundo as autoridades locais. O incidente foi filmado por um celular, e as imagens mostram que a vítima estava deitada no chão com as mãos sob a cabeça quando o policial disparou.

ÇLKJHGFDFGHJK,LKMJNHBGVF

O chefe da polícia de Miami, Neal Cuevas, declarou ao “The Miami Herald” que os oficiais chegaram ao local após serem notificados sobre um homem que tentava se matar.

Lá eles encontraram o terapeuta Charles Kinsey, que trabalha com pessoas portadoras de deficiências mentais, tentando conter seu paciente de 27 anos. Kinsey perguntou ao policial o porquê dele ter atirado, e o mesmo respondeu: ‘eu não sei!’

https://youtu.be/NedONNdIaOw

Segundo Cuevas, os policias mandaram Kinsey e seu paciente, que estava sentado na rua brincando com um caminhão de brinquedo, deitarem no chão.

O terapeuta obedeceu, se deitou, colocou as mãos na cabeça e tentou fazer com que o paciente fizesse o mesmo. Os policiais atiraram três vezes em Kinsey. A vítima não portava armas.

E agora, como explicar isso?

Do Jornalista Marcelo Malcher com WSVN – TV/ 7News

Amadeu Maya

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar