EXCLUSIVO: Brasileiro agride policiais e resiste à prisão em Massachusetts nos EUA

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

NOVA YORK – Um brasileiro resiste a prisão e agride policiais na cidade de Framingham em Massachusetts nos EUA. No vídeo não fica claro o porque ele esta sendo preso, mas podemos ver e ouvir claramente que um dos policias, no casa a mulher é brasileira ou domina a língua portuguesa e tenta por diversas vezes conter o suspeito.

Briga

Segundo fontes, o ocorrido foi no domingo dia 28 de agosto e o suspeito trata-se do brasileiro Marcus Bino, 29 anos, bastante conhecido na comunidade como “Frankstein”, teria sido denunciado pela sua esposa por violência doméstica.

Veja o vídeo:

https://youtu.be/TKs4NIW1wY4

O vídeo foi enviado para a redação do Latino News Brasil e repercutiu nas redes sociais nesta segunda-feira (29). O homem agrediu os dois policiais que tentavam prendê-lo, na cidade de Framingham no estado de Massachusetts. O fato aconteceu no domingo, e o acusado ainda riu dos oficiais enquanto um deles entrava em uma ambulância para ser medicado.

f1cda55cf0041d1e94583dcb8d094984-mid

Segundo as informações, ele teria sido denunciado pela sua esposa por violência doméstica e como isso é considerado um crime, a polícia foi acionada.

No vídeo é possível ver o quanto o brasileiro resiste à prisão e quando os dois policiais, um homem e uma mulher, tentam dominá-lo, o brasileiro grita que é mais forte que os dois e grita para ser solto. Assim que os policiais o liberam parcialmente, o acusado começa a agredi-los.

Agora, além de responder por violência doméstica, o brasileiro responderá por agressão contra uma autoridade polícia. Ele tem dois filhos, sendo uma menina de oito anos e uma de três anos.

Segundo os relatórios policiais apresentados ao Tribunal Distrital de Framingham, nesta segunda, o brasileiro teria dito que lutou “porque não queria que alguém menor que ele o prendesse”.

Os oficiais James Seto e Samya Alves (conversou em português com o brasileiro durante a prisão) foram ao apartamento na Universal Street, por volta das 02h45 da madrugada de domingo, onde supostamente havia uma festa. Eles foram atender ao chamado de violência doméstica. Uma vez lá, a suposta vítima, esposa do brasileiro, disse à polícia que o companheiro teria lhe desferido vários socos contra ela e por isso pediu a ajuda de um amigo do sexo masculino.

Quando os policiais foram falar com o brasileiro, ele entrou em uma posição de combate e disse: “Vamos lá”, e afirmou que ele “era maior” do que os dois, segundo a polícia escreveu no relatório.

Os policiais tentaram algemá-lo, mas todos os três acabaram no chão. Eles lutaram durante 10 minutos, com o brasileiro desferindo vários socos no rosto de um dos policiais. Em dado momento, o acusado empurrou Seto contra uma tabela, relatou a polícia.

Outros policiais chegaram e um deles usou um Taser (máquina de choque) para conter a agressividade do brasileiro. Mesmo após tomara descarga elétrica, ele lutou até que os policiais finalmente conseguiram algemá-lo.

De acordo com o relatório, a policial ficou com um olho roxo e várias escoriações no rosto, no braço e uma “falta de movimento completo em seu braço esquerdo”. Seto reclamou de dores no peito e tinha hematomas no rosto e escoriações nos braços.

Depois que foi colocado na viatura policial, o brasileiro ainda riu em tom de deboche dos policiais feridos.

FullSizeRender

O brasileiro foi indiciado por duas acusações de agressão contra um policial, lesão corporal, agressão com arma perigosa, violência doméstica, perturbação da paz, conduta desordeira e intimidação de uma testemunha.

Ele também tinha um mandado expedido pelo Tribunal Distrital de Framingam por agressão doméstica e lesão corporal. Depois de sua prisão, o brasileiro depositou US$9,500 de fiança em sua acusação, os promotores não solicitaram qualquer valor em fiança e a Juíza Jennifer Stark o liberou para responder ao processo em liberdade.

O brasileiro deve retornar ao Tribunal no dia 16 de outubro para uma conferência de pré-julgamento. Ambos os policiais foram medicados e liberado no Medical Center em Framingham.

Da redação em parceria com o Brazilian Times

 

 

 

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar