Dois dos cincos brasileiros presos no Egito por tráfico de drogas tiveram primeira audiênca

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

POLICIAL

Postado em 07 de março de 2016

G1

Os brasileiros André Victor Guimarães dos Santos e Lucas Stormoski, presos em 2015 por tráfico de drogas no Egito, tiveram a primeira audiência marcada para esta segunda-feira (7). Os dois são de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, e segundo o Itamaraty estão sendo defendidos por um advogado contratado pela embaixada brasileira no país.

Cesar de Melo, outro iguaçuense flagrado com cocaína quando desembarcava no Aeroporto Internacional do Cairo, ainda não teve audiência marcada.

No total, cinco brasileiros – entre eles uma mulher – estão presos no presídio de Torá, todos pelo mesmo crime. De acordo com o Itamaraty, eles recebem um auxílio consular, que inclui as visitas de acompanhamento e dinheiro para a compra de itens de higiene e para complementar o alimento recebido na prisão. O resultado das duas audiências deve ser informado ainda esta semana pelo advogado contratado pela embaixada. Já o julgamento não tem data para ser realizado.

A exemplo da Indonésia – onde os também brasileiros Rodrigo Gularte e Marco Archer Cardoso Moreira foram executados em 2015 -, no Egito o tráfico de entorpecentes é considerado um crime grave e as leis previstas no país são rígidas. Caso sejam considerados culpados, podem ser condenados à prisão perpétua ou pena de morte por enforcamento.

André dos Santos, de 27 anos, era motoboy e chegou ao Cairo por Doha, no Catar. Ele foi preso no dia 10 de maio, com 3 kg de cocaína na bagagem. Aos policiais, declarou ser dono da mala e das roupas, mas negou saber da droga.

Neto Lira – Latino News Brasil

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar