Aeroporto JFK em Nova York inaugurou banheiro exclusivo para cachorros

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

Nova York – Entre os banheiros feminino e masculino, a plaquinha indica: ali é lugar de cachorro. O aeroporto internacional John F. Kennedy, em Nova York (EUA), inaugurou há poucos dias uma área exclusiva para os pets fazerem suas necessidades.

AIRPORT_PET_RESTROOMS_55448789-1024x683

O ambiente, de cerca de 6,5 metros quadrados, tem grama sintética e um hidrante vermelho para “incentivar” os bichos mais desconfiados. Fica na área de embarque, ou seja, depois de passar pelo controle de segurança do aeroporto.

Para os donos, são oferecidos sacos plásticos e uma mangueira, para deixar a área limpinha para os próximos visitantes.

É lei nos Estados Unidos

Uma regra do Departamento de Transportes dos Estados Unidos determinou que, até agosto deste ano, todos os aeroportos do país que recebem mais de 100 mil passageiros por ano devem ter uma área específica para as necessidades dos pets (“pet relief area”, em inglês).

AIRPORT_PET_RESTROOMS_55448793-1024x683

A regra estabelece que deve haver pelo menos uma dessas áreas por terminal. Não há especificações sobre como deve ser o local, mas o governo recomenda que cada aeroporto peça consultoria para entidades de sua região para desenvolver o melhor “layout” para pets e donos.

8655856920_3561a21f6b_b

O motivo dessa regra não é apenas o crescente número de viajantes que querem levar seus bichos de estimação junto. O foco mesmo são os animais de serviço: entre eles, cães-guia para cegos e cães de terapia, que ajudam as pessoas a lidarem com o estresse de voar, por exemplo. Mas… todos os demais também são bem-vindos –inclusive gatos.

Banheiros caninos à vontade

Pode até parecer novidade para muitos brasileiros, mas já há banheiros para cães em vários aeroportos dos Estados Unidos. O site norte-americano PetFriendlyTravel.com reúne uma lista

.JFK-Pet-Relief-Area-Red-Hydrant-1024x681

Segundo o site, porém, a maioria fica na área anterior ao embarque. Assim, depois que o passageiro passa pelo controle de segurança, não há mais banheiro para o pet. Se o bicho ficar com vontade, vai exigir toda uma logística: o dono terá que deixar a área de embarque e, depois, para voltar, passar novamente pela fiscalização. O perigo é demorar demais e acabar perdendo o voo.

Veja outros banheiros caninos em aeroportos nos EUA:

image021

No aeroporto de Miami, há vários outros pontos para os pets, como mostra o mapa.

ANIMALRELIEFAREA

Fonte: Uol.com

Amadeu Maya

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar