Soldado russo é condenado à prisão perpétua por matar civil

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Soldado russo julgado por crime de guerra diz que nao

No primeiro julgamento de crimes de guerra desde a invasão da Ucrânia pela Rússia, um tribunal ucraniano condenou nesta segunda-feira (23/05) um soldado russo à prisão perpétua por matar um civil desarmado.

Vadim Shishimarin, de 21 anos, havia se declarado culpado pela morte de um homem de 62 anos em 28 de fevereiro, apenas quatro dias após o início da invasão da Ucrânia pela Rússia.

Vadim Shishimarin, de 21 anos, foi o primeiro militar russo a responder em um tribunal da Ucrânia por crimes de guerra desde a invasão do país Oleksandr Sawytsky/DW

Fonte: DW

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar