Brasil quer paz na Ucrânia, mas não tomará partido, diz chanceler

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
reuters carlos franca 1500 07052021113953442

O ministro das Relações Exteriores, Carlos França, disse nesta terça-feira que o Brasil quer ajudar a estabelecer a paz na Ucrânia, mas não condenou a invasão russa àquele país, argumentando que não tomará partido no conflito.Ministro das Relações Exteriores, Carlos França, durante visita a Moscou© Reuters Ministro das Relações Exteriores, Carlos França, durante visita a Moscou

“A posição do Brasil é clara. Estamos do lado da paz mundial. Nós pensamos que isso (paz) se atinge ao encontrar uma saída (para o conflito) e não apontando o dedo”, disse França em entrevista coletiva em Lisboa.

“Temos uma posição de equilíbrio, e não uma posição de indiferença, mas sim de imparcialidade”, acrescentou o chanceler.

Fonte: Reuters

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar