Bandeiras tarifárias: consumo consciente

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

ENERGIA ELÉTRICA

Publicado em 06 de abril de 2015

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), implantou no Brasil, em março deste ano, o sistema de bandeiras tarifárias, com o objetivo esclarecer os consumidores e estimular o uso consciente e o combate ao desperdício de energia elétrica. A campanha, com 30 dias de duração, possui peças de rádio e de TV, além de utilizar a internet, para alcançar a quase totalidade da população brasileira. Cartazes e cartilhas contemplam as peças gráficas da campanha que podem ser acessadas aqui.

Promovida pela ANEEL e pela Abradee, a iniciativa foi viabilizada com a utilização de recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE). Desde a concepção do sistema até a deliberação do voto do diretor-relator Tiago Correia, a comunicação das bandeiras foi alvo de discussões e aperfeiçoamentos.

Uma ideia concebida pelos técnicos da Agência, as bandeiras permitem refletir o custo real das condições de geração.

A bandeira verde indica condições favoráveis de geração de energia e, nesse caso, a tarifa não sofre acréscimo.

Na bandeira amarela, as condições de geração são menos favoráveis e, por isso, a tarifa tem acréscimo de R$ 2,50 (sem impostos) para cada 100 quilowatt-hora (kWh) consumidos (e suas frações).

Se houver condições mais custosas de geração, a bandeira vermelha é acionada é há um acréscimo de R$ 5,50 (sem impostos) para cada 100 kWh consumidos – e suas frações.

O sistema de bandeiras é uma forma diferente de apresentar um custo que hoje já está na conta, mas geralmente passa despercebido. Elas refletem o valor mensal de geração da energia elétrica, dando ao consumidor a oportunidade de ajustar seu consumo ao seu preço real da energia.

22738549312809002273_aneel_frame19_0309_tat

Todos os meses, a ANEEL divulga, em seu portal na internet, a cor da bandeira vigente para o mês seguinte. Veja a cor da bandeira do mês de março clicando aqui.

Baixe a cartilha de consumo consciente clicando aqui.

Edvaldo Trindade – Latino News Brasil

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar