Uber vai demitir outros 3.000 funcionários e fechar 45 escritórios

Uber vai demitir outros 3.000 funcionários e fechar 45 escritórios

40
Compartilhar

Tocando de Primeira

A empresa de transporte por aplicativo Uber anunciou nesta segunda-feira, 18, que vai demitir mais 3.000 funcionários. A nova leva de demissões vem semanas depois de a empresa já ter demitido 3.700 pessoas no começo de maio.

Ambas as demissões equivalem a 25% de toda a força de trabalho que a Uber tinha no fim do ano passado. A empresa fechou dezembro com 26.900 funcionários no mundo, 40% deles nos Estados Unidos.

Tocando de Primeira

A empresa vai também fechar 45 escritórios em todo o mundo. Os escritórios a serem fechados ainda não foram divulgados.

“Estamos vendo alguns sinais de recuperação, mas saindo de um buraco profundo, com visibilidade limitada de sua velocidade e forma”, disse o presidente da Uber, Dara Khosrowshahi, em carta enviada aos funcionários e obtida pelo jornal The Wall Street Journal. O presidente afirma no comunicado que o braço de entrega de refeições da Uber, o Uber Eats, tem tido crescimento durante a crise, mas que “o negócio hoje não chega perto de cobrir nossas despesas”.

A confirmação das demissões veio depois de uma matéria do site Business Insider no fim de semana antecipando os cortes. As ações da Uber operavam em alta de mais de 4% na bolsa por volta das 14h30 desta segunda-feira, com a visão dos investidores de que os cortes tornam a companhia mais enxuta. Fundada em 2009 e na bolsa desde o ano passado, a Uber é historicamente criticada por não ter tido lucro desde então.

Fonte: Exame

Tocando de Primeira