Não há provas de que Wuhan foi epicentro da pandemia, diz OMS