Ben Carson ex-candidato republicano declara apoio a Trump nas eleições americanas

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

 

tumblr_inline_o3vq3cqKWV1t2npxi_1280

Nova York – O neurocirurgião e ex-pré-candidato presidencial republicano Ben Carson anunciou nesta sexta-feira (11) apoio à candidatura do magnata Donald Trump. O apoio ao principal pré-candidato republicano se torna público dias antes de uma votação-chave na Flórida para a corrida eleitoral à Casa Branca.

Carson, um conservador religioso de 64 anos, abandonou a corrida presidencial na semana passada. O primeiro ex-pré-candidato a declarar apoio a Trump foi governador de Nova Jersey, Chris Christie.

“Enterramos o machado da guerra”, afirmou Carson à imprensa, ao lado de Trump, pedindo para os eleitores conservadores evitarem as divisões e se alinharem à candidatura do polêmico magnata.

Durante o anúncio de apoio, Trump contou que os dois mantiveram uma longa conversa na noite de quinta-feira e desse contato o milionário entendeu que o médico pode ter um papel importante em sua campanha. “Sua obsessão é a educação”, afirmou, acrescentando que as duras declarações trocadas durante a campanha são coisa do passado.

“Isso é política, é um negócio difícil. Mas falamos muito sobre isso e, para mim, é uma honra ter o apoio de Ben”, afirmou Trump.

Carson disse acreditar que Trump será capaz de deixar de lado sua retórica polêmica, que o marcou durante a campanha. “Existem dois Donald Trump. Há o Donald Trump que vai à TV e fala diante do público, e o Donald Trump atrás do palco”, declarou Carson à rede de televisão Fox. “Eles não são a mesma pessoa. Um é mais o animador, e o outro é realmente um indivíduo pensante”.

Na quinta-feira (10), Trump já tinha anunciado que ganharia esse apoio. “Estive com o doutor Ben Carson, que me dará seu apoio (formal) amanhã (sexta, 11), certamente”, disse Trump ao responder uma pergunta sobre educação, durante o debate republicano realizado em Miami, Flórida.

As primárias na Flórida acontecerão na próxima terça (15). Uma vitória de Trump na Flórida seria uma ‘sentença de morte’ para o senador Marco Rubio, que permanece na disputa republicana ao lado do senador texano Ted Cruz.

A campanha de Carson perdeu impulso quando o cirurgião entrou em contradição sobre alguns aspectos do seu passado.

Em debate realizado na Flórida, Trump foi criticado por dizer que muçulmanos odeiam os Estados Unidos, segundo a agência Reuters.

Trump, que no passado manifestou ceticismo sobre o envolvimento militar norte-americano no exterior, pela primeira vez disse que o esforço norte-americano contra militantes do Estado Islâmico pode necessitar entre 20 mil e 30 mil soldados, número similar ao proposto por outros republicanos.

Com G1/Reuters

Amadeu Maya Latino News Brasil

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar