Retrô x Náutico: veja tudo sobre a final do Pernambucano

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Design sem nome 2 1

Hoje é dia de se fazer história. Retrô e Náutico se enfrentam às 16h40, na Arena de Pernambuco, decidindo o Campeonato Pernambucano. Para a Fênix, vale o primeiro título profissional do clube, fundado em 2016. Para os alvirrubros, um bicampeonato que não ocorre há 20 anos.

 Arena de Pernambuco será o palco da final do Pernambucano — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Arena de Pernambuco será o palco da final do Pernambucano — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Após vencer a partida de ida, nos Aflitos, por 1 a 0, o Retrô precisa apenas de um empate para levantar a taça. A equipe também entra em campo defendendo o melhor aproveitamento do ano no Brasil. Com 11 vitórias, um empate e apenas uma derrota, o time de Camaragibe soma 87,1 % de rendimento na temporada.

Além disso, a equipe tem a melhor campanha do Estadual e venceu todos os jogos contra o “Trio de Ferro”, batendo o Sport, por 2 a 1, o Santa Cruz, por 4 a 0, e o Náutico duas vezes. A primeira por 2 a 1, na primeira fase.

Já o Timbu, após o revés em casa no primeiro jogo, precisa de um triunfo por dois ou mais gols de vantagem para ficar com o título. Vitória pela vantagem mínima leva a decisão para os pênaltis.

O ânimo da equipe, no entanto, é outro após as duas vitórias na Série B, diante de Operário e CRB. Resultados que tiraram o time da lanterna e o colocaram na primeira metade da classificação no Brasileiro. Boa parte dos jogadores também chega descansada, após serem poupados do compromisso contra o CRB, na quarta-feira.

Transmissão: a Rede Globo transmite a partida para todo o estado com narração de Rembrant Júnior e comentários de Cabral Neto e Danny Morais. Pelo Premiere, a narração será de Júlio Oliveira e comentários de Grafite e PC Vasconcelos.

Escalações prováveis — Foto: Arte/ge

Escalações prováveis — Foto: Arte/ge

Retrô – Técnico: Dico Woolley

Retrô venceu o Náutico por 1 a 0 no jogo de ida da decisão — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Retrô venceu o Náutico por 1 a 0 no jogo de ida da decisão — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Apostando no entrosamento, o técnico Dico Woolley deve manter a mesma equipe que venceu o Náutico por 1 a 0 no jogo de ida, nos Aflitos.

Dessa forma, o volante Yuri deverá ser utilizado boa parte da partida como uma espécie de terceiro zagueiro, ao lado de Guilherme Paraíba e Renan Dutra, quando o time estiver sendo atacado. A Fênix possui a melhor defesa da competição, com apenas sete gols sofridos.

No ataque, Renato Henrique segue sendo a principal esperança. O jogador deve terminar o Estadual na artilharia, uma vez que, com sete gols, só poderá ser ultrapassado pelo meia Juninho Carpina, que soma cinco, mas é reserva no Náutico.

Desfalques: Franklin Mascote (atacante), autor dos quatro gols em dois jogos na Série D, que não foi inscrito no Campeonato Pernambucano.

Provável time: Jean, Pedro Costa, Renan Dutra, Guilherme Paraíba e Mayk; Charles, Yuri, Gelson e Renato Henrique; João Guilherme e Gustavo Ermel.

Provável escalação do Retrô para final contra o Náutico — Foto: Arte ge

Provável escalação do Retrô para final contra o Náutico — Foto: Arte ge

Náutico – técnico: Roberto Fernandes

Náutico precisa de vitória por dois gols — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

Náutico precisa de vitória por dois gols — Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press

O técnico Roberto Fernandes fez uma preparação especial para a decisão e poupou praticamente todo o time titular do compromisso da última quarta-feira, diante do CRB. A ideia era evitar um desgaste físico e manter a equipe que vai entrar em campo 100% focada na busca pelo bicampeonato.

Assim, atletas importantes como o goleiro Lucas Perri, os laterais Hereda e Júnior Tavares, o zagueiro Camutanga, o volante Rhaldney e o meia Jean Carlos estão confirmados na decisão.

Já o atacante Léo Passos deve ser o escolhido para ser o homem de referência no ataque, no lugar de Kieza, tendo como companheiros Leandro Carvalho e Ewandro. No meio de campo, Ralph ganhou a confiança do treinador, enquanto na zaga reside a principal dúvida, entre o prata da casa Carlão e o veterano Wellington, que volta de lesão e não entra em campo há um mês.

Desfalques: João Paulo (zagueiro), lesionado; Victor Ferraz e Aílton Silva (laterais), Mateus Nascimento (volante), Bruno Bispo (zagueiro) e Niltinho e Luís Phelipe (atacantes), contratados para a Série B e não inscritos no Campeonato Pernambucano.

Provável time: Lucas Perri; Hereda, Camutanga, Carlão (Wellington) e Júnior Tavares; Ralph, Rhaldney e Jean Carlos; Leandro Carvalho, Léo Passos e Ewandro.

Provável escalação do Náutico para final contra o Retrô — Foto: arte ge

Provável escalação do Náutico para final contra o Retrô — Foto: arte ge

Arbitragem Inforgrafia — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Arbitragem Inforgrafia — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Árbitra Deborah Cecília  — Foto: Divulgação/CBF

Árbitra Deborah Cecília — Foto: Divulgação/CBF

  • Árbitro: Deborah Cecilia
  • Assistentes 1: Clovis Amaral
  • Assistentes 2: Bruno Cesar Chaves Vieira
  • Quarto árbitro: Rodrigo Jose Pereira de Lima
  • VAR: José Woshington

Fonte: GE Pernambuco

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar