A dura realidade do PRONATEC

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

EDUCAÇÃO

Postado em 30 de maio de 2015

PRONATEC é um fracasso, afirmam professores e estudantes

Com o objetivo de facilitar o acesso ao ensino de qualidade para os brasileiros de todo o país, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) foi criado pelo Governo Federal, em 2011, com o objetivo de ampliar a oferta de cursos técnicos em todo o Brasil, mas na prática, o PRONATEC se apresenta como um projeto fracassado repleto de irregularidades.

Oferecer cursos técnicos rápidos a pessoas que não completaram a educação básica não resolve o problema de falta de mão de obra capacitada no país. Isso é o que defende o professor da Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) Gaudencio Frigotto, que estuda ensino técnico e ensino médio na instituição. Para ele, o programa reproduz modelos antigos e favorece as redes privadas de ensino superior no país.

“São dois problemas: o PRONATEC [Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego] reedita programas do passado e virou um caça-níquel para universidades privadas que não têm nenhuma tradição em cursos técnicos, mas que percebem uma forma de ganhar dinheiro”, afirma.

O especialista defende que o governo precisa, em primeiro lugar investir em educação básica e promover os programas que juntam o ensino médio e a formação técnica. “Uma pessoa que não teve ensino médio, que não teve ensino fundamental, não vai conseguir se inserir no mercado com um curso de 160 horas. Em qualquer área, você não aprende se não tem base, se não tem os fundamentos”, diz.

Com a experiência vivida nos últimos quatro anos, alunos e professores reclamam da falta de gerenciamento administrativo das instituições responsáveis pelo PRONATEC e da falta de repasse de verbas pelo governo federal para o pagamento dos custos e despesas do programa.

Milhares de estudantes que participaram da última edição do PRONATEC ainda não receberam suas bolsas de ajuda de custo, vários professores ainda aguardam receber salários referentes a 2014.

“Com a falta de incentivo, professores contratados desistem de ensinar no PRONATEC e alunos são largados sem bolsas de estudo, sem fardamentos e sem materiais didáticos.”

CONTUDO, QUAL A IMPORTÂNCIA DO PRONATEC?

Especialistas afirmam, que o programa do Governo Federal pouco contribui para formação de mão de obra realmente qualificada.

Júnior Trindade – Latino News Brasil

Gostou! Compartilhe:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram

TOP RELACIONADOS

Você também pode gostar