Após decisão de Bolsonaro, China defende vacina e pede cooperação