“Foi queima de arquivo”, diz mãe de Eliza Samudio 12 anos após morte