Turismo em Bonito demonstra sinais de recuperação

Turismo em Bonito demonstra sinais de recuperação

31
Compartilhar

Tocando de Primeira

As águas cristalinas, grutas encantadoras, corredeiras emocionantes e a gastronomia diferenciada de Bonito, a 257 quilômetros de Campo Grande, começam a receber maior número de turistas. É o que mostra o relatório desenvolvido pelo Observatório do Turismo e Eventos de Bonito, referente à atividade do primeiro trimestre na cidade. Índices mostram que destino e demais pontos turísticos da serra de Bodoquena podem ter um ano semelhante a 2016, quando a cidade recebeu quase 213 mil turistas.

De acordo com o documento, neste ano, Bonito já recebeu 60.418 visitantes, apenas 0,7% menos que o número de turistas em 2016, quando a cidade recebeu 60.869. Em comparação com 2017 e 2018 o número cresceu 3,8% e 6,3%, quando foram contabilizados 58.199 e 56.790 respectivamente.

Tocando de Primeira

Em relação ao desempenho dos atrativos turísticos, o crescimento é ainda maior. No primeiro trimestres o total de passeios realizados foi de 220.851, 1,2% a mais que em 2016 (218.270), 7,8% a mais que 2017 (204.887) e 10,4% a mais que 2018 (199.999).

O secretário municipal de Turismo de Bonito, Augusto Mariano, confirma que há uma grande expectativa para 2019. “Já superamos 2018, 2017 e 2015 e os números estão bem parecidos com os de 2016, que foi um ano ótimo para nós”, avalia. “Ainda que a chuva tenha atrapalhado”, ressalta o secretário. Foram 660 ml de precipitação em 15 dias.

Mariano cita a participação do município em eventos e feiras de turismo, em que as belezas naturais da região são divulgadas, como uma das alavancas que estão ajudando na recuperação do setor. Um exemplo foi a presença na WTM Latin América em São Paulo, entre os dias 2 e 4 de abril. “Muitas operadoras e agências interessadas em conhecer e vender Bonito”, afirma.

Outro fator é a recuperação econômica. “Com a economia melhor, as pessoas têm mais tendência de viajar e Bonito é um destino muito atraente”, pontua.

O secretário volta a afirmar que mesmo com chuva ainda há atrações para os turistas em Bonito e na região, já que as nascentes continuam operando, pois as águas permanecem cristalinas. Segundo ele, quando chove prejudica apenas as estradas e os balneários.

Fonte: Campo Grande News
Tocando de Primeira