Pernambuco na rota do turismo internacional

Pernambuco na rota do turismo internacional

75
Compartilhar

Tocando de Primeira
Um anúncio feito, nesta tarde, em Lisboa, Portugal, coloca Pernambuco em uma importante rota de turismo internacional. A TAP Air Portugal assinou protocolo de intenções com o governo do estado para incorporar a capital pernambucana entre os destinos brasileiros que contarão com o modelo stopover. Isso significa que um turista europeu que viaje em um voo da TAP para o Brasil e faça conexão no Recife, pode permanecer na cidade, por até cinco dais, sem custos extras na passagem. Fazem parte da mesma rota anunciada hoje o Distrito Federal, Rio de Janeiro, Fortaleza e Salvador. A expectativa é aumentar em 10% ao ano o número de europeus no estado.
O presidente da Empetur, Rodrigo Novaes, disse que até maio o trade turístico do estado estará preparado para oferecer vantagens para o turista que escolher permanecer no Recife durante cinco dias. Ao longo do período, o visitante pode estender o passeio para cidades vizinhas, como Igarassu, Olinda e Ipojuca, por exemplo. Segundo Novaes, há inúmeras possibilidades de promoção para atrair o europeu. “O trade tem que fazer o dever de casa e oferecer vantagens no serviço, tanto na rede hoteleira quanto na gastronomia. É preciso avançar nesse sentido. Algo como uma garrafa de vinho de graça no jantar, uma rede de hotel com desconto, por exemplo”, explicou Novaes. Cada estado define suas vantagens.
Baseado no número de turistas portugueses que chegam a Pernambuco anualmente, calculado em 58 mil, Novaes acredita que haverá um incremento na economia do estado de R$ 11 millhões com a chegada de mais visitantes, algo em torno de 10%.
A TAP, que completou hoje 74 anos, sendo 52 no Nordeste, já desenvolve o Portugal Stopover, considerado um sucesso. O turista que viajava para a França, ao invés de ir direto para Paris, faz uma parada em Lisboa. No Brasil Stopover, o trecho interno será feito pela Azul. Segundo Novaes, as campanhas terão a preocupação de não vender o estado com símbolos que remetam ao turismo sexual. “O stopover não vai mudar perfil de quem vem para Pernambuco, por isso não vai incrementar o turismo sexual. Mas teremos a preocupação de não vender nada que desperte interesse nesse sentido”, garantiu. Segundo o presidente da Empetur, o orçamento de publicidade é de R$ 30 milhões, sendo R$ 8 milhões para promoção.
Mário Carvalho, diretor geral Brasil Tap Air Portugal, disse que 125 mil estrangeiros utilizaram o Portugal Stopover no ano passado, sendo 68% de brasileiros. Segundo ele, o turista que viaja da Alemanha, França e Itália é o mais interessado em conhecer o Nordeste. “Eles vêm em busca da cultura e da natureza”, disse. O Brasil Stopover deve começar a funcionar a partir do segundo semestre. Os estados entram no programa à medida que estejam preparados.
Na baixa estação, a TAP opera sete frequências por semana. Na alta, chega a nove. O anúncio foi feito na Feira Internacional de Lisboa. Outra novidade anunciada para Pernambuco na feira é a nova frequência entre Recife e Ilha do Sal, em Cabo Verde, pela Cabo Verde Airlines, ainda no primeiro semestre. Hoje, o estado já tem duas frequências.
Fonte: Diario de PE
Tocando de Primeira