Pesquisadores desenvolvem nova forma de tratar pressão alta

Pesquisadores desenvolvem nova forma de tratar pressão alta

17
Compartilhar

A hipertensão – ou pressão alta – é uma doença sem cura que pode trazer diversos riscos de saúde, como maior probabilidade de acidente vascular cerebral (AVC), ataque cardíaco, aneurisma e insuficiência renal e cardíaca, segundo o Ministério da Saúde. Atualmente, a principal forma de tratamento é medicamentosa, acompanhado de visitas periódicas ao cardiologista. Felizmente, pesquisadores americanos acreditam ter desenvolvido uma alternativa de tratamento que pode reduzir as idas ao médico ao mesmo tempo em que melhora o controle da hipertensão.

estudo, publicado na Clinical Cardiology, afirma que é possível alcançar esse resultado através de um programade saúde domiciliar que forneceria ao paciente maneiras de controlar a doença por meio de um dispositivo que, além de aferir a pressão, transmite automaticamente as informações para um registro médico eletrônico que pode ser acessado pelo profissional de saúde e pelo paciente. Desta forma, o indivíduo só precisaria recorrer ao médico no caso de o tratamento não estar funcionando. Segundo os pesquisadores, a taxa de sucesso do programa chegou a 81% em menos de dois meses.

O modelo consagrado pelo tempo de tratar a hipertensão através de visitas tradicionais ao médico não é eficaz nem sustentável”, comentou Naomi Fisher, principal autora do estudo, ao Medical News Today.

Fonte: Veja