Infecção generalizada foi a causa da morte do neto de Lula

Infecção generalizada foi a causa da morte do neto de Lula

41
Compartilhar

Tocando de Primeira

Cerca de um mês depois da morte de Arthur Araújo Lula da Silva, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) que tinha sete anos, foi desmentida a causa apontada à época para o óbito.

Ao invés de meningite meningocócica, como se suspeitava, Arthur foi vítima de infecção generalizada, causada pela bactéria Staphylococcus aureus. A informação foi confirmada a VEJA pela assessoria de imprensa do Instituto Lula.

Tocando de Primeira

Nesta terça-feira, 2, a Prefeitura de Santo André divulgou nota afirmando que enviou mostras coletadas para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e obteve resultados negativos para meningite, meningite meningocócica e meningococcemia.

O diagnóstico foi informado inicialmente pelo Hospital Bartira, da Rede D’Or, onde Arthur foi atendido. A avaliação foi criticada, no Twitter, pelo ex-ministro da Saúde e deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP) que a classificou como “antiética” e “irresponsável”.

Procurado, o Hospital Bartira afirmou que “prestou todo o atendimento de forma imediata, proporcionando a assistência necessária ao caso”. Segundo o hospital, “qualquer informação adicional dependerá da autorização expressa da família”.

Fonte: Veja

Tocando de Primeira