Brasileiro se entrega a polícia depois de esfaquear e matar a ex-namorada...

Brasileiro se entrega a polícia depois de esfaquear e matar a ex-namorada em Connecticut nos EUA

1152
Compartilhar

NOVA YORK -O brasileiro Mateus Nascimento da Costa, de 20 anos, está sendo acusado de golpear e matar a ex-namorada a facadas em no estado americano de Connecticut.

Mateus Nascimento da Costa se entregou à polícia

O crime foi cometido no dia 2 de maio quando por volta das 11 horas da noite policiais foram chamados ao endereço 63 S. 3rd St.

Um homem que esperava do lado de fora informou aos detetives que havia no interior da casa uma mulher que ele achava ter sido esfaqueada pelo namorado dela, segundo o Sargento Darrin McKay, porta-voz da polícia.

Os agentes encontraram Alyssa Guerrero, de 21 anos, moradora em Meriden (CT), com uma ferida no peito, segundo o mandado de prisão de Mateus. Ela faleceu depois de ser levada ao hospital local. Os mesmos agentes foram informados que o suspeito dirigiu até Waterbury e se entregou às autoridades. Ele “confessou ter golpeado e matado Alyssa um uma faca de churrasco”, segundo o interrogatório gravado pela polícia, detalha a ordem de prisão.

As autoridades em Meriden prenderam o brasileiro por ele ter violado várias ordens de proteção, as quais citavam Alyssa como a protegida. Duas dessas ordens impediam que Costa tivesse qualquer tipo de contato com a vítima. Elas foram emitidas em 23 de janeiro, 14 e 26 de março.

Na quinta-feira (3), Mateus, que é residente em Danbury (CT), compareceu à Corte Superior de Meriden. Ele mora em Connecticut há 14 anos. O comissário encarregado de fianças frisou que o U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) emitiu uma ordem de detenção em nome do brasileiro.

Conforme o website do Departamento Judiciário Estadual, ele tem cinco casos pendentes de acusações que envolvem furto e violação de ordem de proteção. Em outubro do ano passado, o brasileiro e outra adolescente, Jazmine Mccabe, foram presos e acusados em Wilton (CT) de posse de drogas. Na ocasião, eles foram parados no trânsito e os policiais sentiram cheiro forte de maconha emanando do veículo.

O juiz responsável pelo caso determinou a fiança de Mateus em $1 milhão e o caso foi transferido para a Corte Superior de New Haven para audiência nessa terça-feira (8). O promotor público adiantou que espera para breve a apresentação da acusação de homicídio.

Com Brazilian Voice