Logo Rádio Latino News
Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?

Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?

89
Compartilhar

Apesar de os cachorrinhos adorarem os ossos, talvez eles não sejam muito indicados

A maioria dos cachorrinhos adoram brincar com ossos, seja na versão artificial ou aqueles de frango. É muito comum os tutores oferecerem os que sobram daquela refeição com carne, mas não é muito indicado. Esses ossos para cães podem ser bem prejudiciais à saúde.

Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?
Reprodução/ Redes Sociais

Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?

Os ossos para cães que têm material artificial normalmente têm corantes em sua composição e se ingeridos por tempo contínuo, contribuem para o aparecimento de doenças alérgicas ou intolerância gástrica.

Por engolirem compulsivamente os pedaços do osso, os pets podem engasgar com partes grandes. Além disso, o material pode virar como se fosse uma gelatina dentro do corpo do cão, causando diarreia, vômitos e pode até obstruir as vias respiratórias.

Esse material é muito resistente e contribui para a má digestão do cão, além de poder conter formaldeído, arsênico ou estar contaminado com salmonela. Portanto, pense bem antes de comprar esse tipo de brinquedo para seu cão.

Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?
Reprodução/ Redes Sociais

Ossos para cães podem prejudicar a saúde deles?

A alternativa para agradar o pet são os palitinhos compostos por vitaminas e probióticos e são mais naturais.

Ossos recreativos

Mesmo se tratando de ossos in natura , como fêmur bovino, ainda com carne, cartilagem e recheado de tutano, não são indicados para complementar a  alimentação dos pets. Esse tipo de osso não deve ser mastigado e engolido, só serve para roer, porque ajuda na limpeza dos dentes e estimula os cães mentalmente.

Quando um cão rói ossos, chamados recreativos, e em especial aqueles que ainda contêm carne e demais partes moles, é como uma boa escovada de dentes, porque ajuda a reduzir o tártaro, o mau-hálito e os riscos de gengivite.

Cuidados necessários

Ossos duros demais e crus podem ser cozidos, por ser mais fácil de digerir. Se o bicho demonstrar dificuldade em evacuar e o cocô estiver muito duro ou seco diminua a quantidade de ossos ou, em último caso, substitua-os de vez por garrafas pet ou outro passatempo-petisco menos perigoso.

Além disso, não se esqueça de correr com ele ao veterinário se a prisão de ventre persistir!) Ossos recomendados incluem os das articulações e peitoral do boi e os maiores cheios de tutano.

Fonte: canaldopet.ig.com.b

Booking.com Booking.com