Tiroteio deixa mortos e feridos em Maryland, nos EUA

Tiroteio deixa mortos e feridos em Maryland, nos EUA

179
Compartilhar

Tocando de Primeira

Um tiroteio deixou mortos e feridos nesta quinta-feira (20) em um centro de distribuição em Perryman, no estado norte-americano de Maryland. A polícia informou que o incidente provocou “múltiplos feridos e múltiplas mortes”, sem precisar os números. O principal suspeito está sob custódia policial em um hospital e sua condição é “crítica”.

Segundo a agência AP, autoridades – que não quiseram se identificar – falaram que três pessoas morreram durante o tiroteio, mas os números não foram confirmados oficialmente.

Tocando de Primeira

Um médico de um hospital local afirmou que recebeu quatro pessoas com ferimentos de tiros e que alguns precisam passar por cirurgia. Ele disse que não poderia divulgar a condição dos feridos até que as famílias fossem notificadas pelas autoridades.

O tiroteio aconteceu em uma região de prédios comerciais em um depósito de uma grande cadeia de farmácias. A região de Perryman fica localizada cerca de 55 kms a nordeste de Baltimore.

Os relatos de tiroteio chegaram à polícia às 9h06 do horário local (10h06, pelo horário de Brasília) e em cinco minutos os policiais já estavam no local.

Os moradores foram orientados a evitar a área. Os depósitos da região foram fechados pela polícia e os funcionários proibidos de sair até que a situação fosse resolvida pelos policiais. Segundo a imprensa local, os funcionários do centro de distribuição não podem trabalhar com celular, por isso as famílias ainda não conseguiram entrar em contato com eles.

O governador do estado, Larry Hogan, classificou incidente como ‘terrível’ em uma mensagem sobre o tiroteio em seu Twitter: “Estamos monitorando de perto o terrível tiroteio em Aberdeen. Nossas orações estão com todos aqueles impactados, incluindo nossos primeiros socorristas. O estado está pronto para oferecer qualquer apoio”.
O escritório de campo do FBI em Baltimore twittou que está ajudando o escritório do xerife com a “situação de atirador ativa”.
Fonte: G1
Tocando de Primeira