Sobe para 11 mortos em temporal de São Paulo

Sobe para 11 mortos em temporal de São Paulo

18
Compartilhar

O número de mortes causadas pelo temporal que atingiu a Grande São Paulo ao longo da noite de domingo e na madrugada desta segunda-feira, 11, subiu para 11 na última atualização do governo do estado. Entre as vítimas, está um bebê atingido por um deslizamento que soterrou uma casa na Rua Caqui, em Embu das Artes. A chuva causou caos, com transbordamentos de rios, enchentes, quedas de árvores e desabamentos.

Além da criança, três pessoas foram soterradas e resgatadas em Embu. O bebê foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levado para o Hospital de Itapecerica da Serra, mas não resistiu.

Outras quatro vítimas morreram por causa de um desabamento de uma residência em Ribeirão Pires.

Mais cinco pessoas foram resgatadas sem vida após se afogarem em enchentes que atingiram vias da Grande São Paulo. Duas delas estavam embaixo da água que tomou conta da Avenida do Estado, na Zona Leste da cidade.

Outro deslizamento de terra atingiu uma residência na Rua dos Cravos, no bairro de São Rafael, na Zona Leste da capital. Os bombeiros retiraram uma mãe e duas crianças dos escombros, uma delas em estado grave. Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, entre 00h01 e 6h30 desta segunda-feira, foram registrados 698 pontos de enchentes e alagamentos na cidade de São Paulo, transbordamentos de rios, 78 acionamentos de quedas de árvores e 76 desmoronamentos e desabamentos.

A circulação da Linha 10-Turquesa, que tem como terminal o Rio Grande da Serra – cidade próxima à Ribeirão Pires – e a estação da Luz está interrompida, de acordo com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Não há previsão de normalização. A prefeitura de São Paulo suspendeu o rodízio de carros desta segunda.

A cidade de São Paulo entrou em estado de atenção para alagamentos, por conta das chuvas, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE). Algumas a subprefeituras entraram em estado de alerta durante a noite a madrugada, como a do Ipiranga, onde o Rio Tamanduateí entrou em iminência de transbordar às 22h02. O bairro do Ipiranga ainda está em estado de alerta.

Fonte: Veja