Coreia do Norte está reconstruindo base de lançamento de mísseis

Coreia do Norte está reconstruindo base de lançamento de mísseis

14
Compartilhar

Novas imagens de satélite divulgadas nesta quarta-feira (06/03) sugerem que a Coreia do Norte está reconstruindo uma base de mísseis que ela havia prometido desativar no âmbito dos esforços de desnuclearização da Península Coreana.

As imagens foram feitas no sábado passado, dois dias depois da fracassada cúpula entre o ditador norte-coreano, Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Elas mostram que o regime norte-coreano começou a reconstruir a base de lançamento e o local de teste de motores de mísseis de Sohae (também conhecida como Tongchang-ri), que fica no noroeste do país, perto da fronteira com a China.

As imagens, analisadas separadamente pelo Centro de Estudos Estratégicos Internacionais (CSIS) e pelo site 38 North, ambos com sede em Washington, mostram guindastes em construção, veículos e equipamentos no entorno da base. Na área de lançamento, os especialistas notaram a reconstrução da estrutura para o transporte de mísseis.

Sohae é uma base para o lançamento de satélites e nunca foi usada para o lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM). Porém, parte da tecnologia é a mesma, e a base já foi usada para testar motores de mísseis que podem alcançar os Estados Unidos.

A Coreia do Norte começara a desativar a base de Sohae em junho de 2018, pouco depois da primeira cúpula entre Kim e Trump. Não se sabe por que Kim decidiu reconstruir a estrutura nem a data exata que os trabalhos de reconstrução começaram.

“Esta instalação estava inativa desde agosto de 2018, o que indica que as atividades são deliberadas e têm um propósito”, afirmou o CSIS, sugerindo que elas são uma resposta ao fracasso da recente cúpula.

Porém, o diretor do site 38 North, Joel Wit, disse que as evidências não necessariamente indicam que haja preparativos para um teste de míssil balístico intercontinental. “Além do fato de a Coreia do Norte nunca ter testado um ICBM a partir de Sohae – que é uma base para lançamentos de veículos espaciais – preparativos para qualquer lançamento exigiriam um amplo espectro de atividades, que não foram observadas nas imagens”, disse Wit.

O analista Ankit Panda, da Federação de Cientistas Americanos, concordou que as imagens não sugerem que o lançamento de um ICBM seja iminente, mas podem ser um “alerta para tempos piores e o que pode ser perdido se o processo fracassar.”

Apesar de o regime norte-coreano não ter se comprometido a desmantelar Sohae por escrito, Trump afirmou que o próprio Kim prometeu desativar a base. O gesto foi visto como sendo de boa vontade para avançar na desnuclearização do país.

A recente cúpula entre Trump e Kim, ocorrida em Hanói, fracassou por causa de diferenças sobre a retirada de sanções por parte dos americanos e a suspensão de atividades nucleares pelos norte-coreanos. Ambos os lados culparam o outro pelo fracasso das negociações, mas também disseram que porta está aberta para futuras conversações.

O assessor de Segurança Nacional de Trump, John Bolton, disse que novas sanções poderão ser definidas se os norte-coreanos não renunciarem completamente ao seu programa nuclear.

Fonte: DW