Expansão de negócio na área do fitness, uma academia com cara de...

Expansão de negócio na área do fitness, uma academia com cara de Casa

25
Compartilhar

Tocando de Primeira

Uma empresa que começou há mais de 12 anos, disposta a tornar a vida das mães mais ativa e sem “neuras” (como a própria fundadora menciona), em um estrutura pequena mas muito particular, hoje colhe frutos do trabalho delicado no atendimento a mães do mundo todo. E sabem como?

A proprietária Juliana Cardoso Calheiros, sentindo o mundo materno carente desse olhar Fitness, personalizou de verdade cada treino montado, aliou seu lado humano no toque e na forma de inserir atividade física para cada aluna, deixou cobranças bem longe e jogou a famosa “culpa” que a maioria sente, pra bem longe delas.

Tocando de Primeira

O negócio deu certo, segundo Juliana, porque nunca foi visto com um “negócio” de fato. Cada ano de trabalho só a fez estar mais e mais motivada a tirar esse horror que muitas mulheres têm de academias comuns e exercícios de maneira geral.

Com isso, a Casa Materna Fit, tornou possível centenas de mulheres até hoje atendidas por ela (e a fundadora menciona sempre a equipe especial que ela tem, dizendo a sorte de aprender e dividir o dia a dia com elas – sim, as professoras são todas mulheres), a frequentarem uma academia como se fosse a extensão de suas casas: Tem cozinha com a cara da “casa da vovó” com chazinho, café e frutas. Tem sofá igual ao da casa da gente pra bater um papo gostoso e ser ouvida como merecemos. Tem ambiente de treino descontraído e uma professora só pra você. Tem acompanhamento bimestral para saber os resultados e ouvir se a rotina de vida mudou. Tem olhar feminino pra “dentro”, porque é de lá que toda a equipe busca o nosso melhor e mostra no espelho o quanto podemos ir além.

Hoje, após a primeira unidade ter sido ampliada três vezes, estão abrindo a segunda unidade na Vila Nova Conceição em SP, mostrando que quando presta-se um atendimento de excelência, cuidando de fato de cada cliente com detalhes e rigor, o crescimento é certo.

Fonte: Exame

Tocando de Primeira