“Roupas inteligentes” são aposta para o futuro do consumo de moda

“Roupas inteligentes” são aposta para o futuro do consumo de moda

31
Compartilhar

Tocando de Primeira

O futuro já chegou para itens como celulares, casas e carros. A tecnologia atual permite que eles sejam mais “inteligentes” e auxiliem consumidores em suas tarefas diárias. Agora, outro item pode entrar nessa lista: a roupa.

Essa é a proposta do pesquisador do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC) da USP, em São Carlos, Mário Gazziro. A partir de uma sugestão da estudante de licenciatura em Ciências Exatas da USP, Carolina Cerne, o pesquisador desenvolveu quatro modelos de “roupas inteligentes” junto com seus alunos.

Tocando de Primeira

As “roupas inteligentes” funcionam pela união de centenas de micro LEDs e sensores eletrônicos conectados a uma rede mesh, que não sofre interferência das redes wi-fi. Os sensores permitem que os modelos sejam usados, daqui a um tempo, para o monitoramento da saúde dos usuários. Outro ganho que elas trarão ao consumidor é seu potencial sustentável.

Mário Gazziro comenta as utilidades práticas das “roupas inteligentes” que desenvolveu, e prevê o possível mercado para elas no futuro. Ouça a reportagem no player acima.

Fonte: Jornal da USP

Tocando de Primeira