Forte odor de uma fruta causa evacuação de universidade na Austrália

Forte odor de uma fruta causa evacuação de universidade na Austrália

128
Compartilhar

Mais de 500 alunos e professores foram evacuados de uma universidade em Melbourne, na Austrália, na tarde deste sábado, 28, depois que o forte odor de uma fruta foi confundido com o de vazamento de gás.

Alunos que estavam a biblioteca do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne (RMIT, na sigla em inglês) relataram estar sentindo um cheiro forte de gás.

Como o prédio da universidade armazena produtos químicos potencialmente perigosos, os bombeiros e a polícia optaram por evacuar o local.

No entanto, ao investigar o possível vazamento de gás, as autoridades descobriram que o cheiro era proveniente de uma fruta: um durião apodrecido esquecido em um armário.

Os bombeiros disseram que o cheiro invadiu o prédio por meio do sistema de ar condicionado.

O prédio da universidade foi reaberto algumas horas depois, informou em um comunicado a Brigada Metropolitana de Bombeiros de Melbourne.

Fruta proibida

O durião é uma fruta de polpa doce e cremosa, com um formato que lembra o da jaca, muito comum no Sudeste Asiático.

Seu cheiro é muito forte e fedorento, fazendo com que o consumo da fruta seja proibido em trens e táxis e quartos de hotel, por exemplo, em países como Singapura e Tailândia.

Não é a primeira vez que o odor da fruta causa pânico ao ser confundido com cheiro de gás.

No ano passado, cientistas de Cingapura disseram ter descoberto a origem do odor do durião. Segundo eles, o cheiro é resultado de um gene presente na fruta.

“Nossa análise revelou que a produção volátil de enxofre é turbinada no durião, por isso a opinião de muitas pessoas de que o cheiro do durião tem um aspecto ‘sulfuroso'”, disse o geneticista Patrick Tan, que liderou o estudo publicado na revista acadêmica Nature Genetics.

Os pesquisadores disseram que o odor característico do durião serve a um propósito importante na natureza: ajudar a atrair animais para comê-lo e depois dispersar suas sementes.

Fonte: BBC Brasil