Duas americanas são detidas por policial de fronteira por falarem espanhol em...

Duas americanas são detidas por policial de fronteira por falarem espanhol em posto de gasolina em Montana nos EUA

2150
Compartilhar

NOVA YORK – Duas cidadãs norte-americanas estavam em um posto de gasolina no norte de Montana quando foram abordadas e questionadas por um funcionário da U.S. Customs and Border Protection porque estavam conversando em espanhol.

Ana Suda disse a vários meios de comunicação que ela e sua amiga Mimi Hernandez estavam prestes a pagar por ovos e leite em uma loja de conveniência na quarta-feira, 16, em Havre, Montana, cerca de 56 quilômetros ao sul da fronteira EUA-Canadá, quando foram abordadas.

O agente pediu a identificação e as levou para fora do estabelecimento, interrogando-as por cerca de meia hora.

Suda gravou o encontro, onde o agente diz que as duas foram levadas para fora para interrogatório porque estavam “falando espanhol na loja, em um estado onde predominantemente fala inglês”.

Eu estava tão envergonhada … de estar no posto de gasolina, e todo mundo olhando para você como se você estivesse fazendo algo errado. Eu não acho que falar espanhol seja algo criminoso, sabe? ”, Disse Suda ao The Washington Post.

“Minha amiga começou a chorar e não parou mais. E eu disse a ela que não estávamos fazendo nada errado”, completou.

Suda disse ao canal de TV de Montana, KRTV, que ambas não foram autorizadas a deixar o posto de gasolina por cerca de 35 minutos.

O CBP está analisando o caso “para garantir que todas as políticas apropriadas sejam seguidas”, de acordo com um comunicado enviado ao USA Today.

“Embora a maioria dos trabalhos de patrulha de fronteiras seja realizada na área de fronteira imediata, os agentes têm amplas autoridades policiais e não estão limitados a uma geografia específica dentro dos Estados Unidos”, afirmou a US Customs and Border Protection. “Eles têm autoridade para questionar indivíduos, fazer prisões e levar em consideração provas”.

Uma das mulheres gravou o momento da abordagem. O vídeo foi divulgado pelo canal KRTV.

Com Gazeta News / KRTV News