Brasileiros estão entre os 271 imigrantes presos pelo ICE na Flórida, Porto...

Brasileiros estão entre os 271 imigrantes presos pelo ICE na Flórida, Porto Rico e Ilhas Virgens

1363
Compartilhar

NOVA YORK – O U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) de Miami prendeu 271 imigrantes indocumentados, entre 18 e 22 de março, na Flórida, em Porto Rico e nas Ilhas Virgens. De acordo com informações divulgadas pelo ICE, do total de presos, 99 tinham passagem pela polícia, que incluem: assassinato, tentativa de assassinato, roubo, estupro, negligência infantil, violência doméstica, tráfico de drogas.

Outros tinham passagem por dirigir embriagado, fraude, entrar ilegalmente nos EUA e reentrada nos EUA depois de deportado.

Como parte da ação, os agentes prenderam 49 fugitivos do ICE e 39 imigrantes que já haviam sido mandados de volta para os países de origem.

As prisões foram realizadas em 23 condados da Flórida. Entre eles: Miami-Dade (76), Broward (65), Palm Beach (17), Duval (27), Hillsborough (14), Orange (10); Seminole (7); Manatee (5), Lee (5), Pinellas (4), Brevard (4), Polk (3), Indian River (3), Volusia (2), Bay (2), Martin (2), Escambia (1), Gadsden (1), Lake (1), Osceola (1), Sarasota (1), St. Lucie (1), Suwannee (1). No territórino americano de Porto Rico, 11 pessoas foram presas e outras 7 nas Ilhas Virgens.

Os presos são de 36 países: Afeganistão, Albânia, Angola, Anguilla, Bahamas, Bósnia, Brasil, Burma, Cambodia, Chile, Canada, China, Colômbia, Costa Rica, Cuba, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, Guiana, Haiti, Honduras, Hungria, Israel, Jamaica, Kuwait, México, Nicarágua, Panamá, Peru, Filipinas, Polônia, Espanha, Turquia e Reino Unido.

O ICE ressalta que indivíduos com ordem de deportação em aberto serão imediatamente removidos dos EUA, bem como aqueles que reentraram ilegalmente. Os demais estão presos e aguardam audiência na Corte de Imigração.

O comunicado afirma, ainda, que imigrantes indocumentados encontrados pelo caminho dos agentes são interceptados e cada caso é avaliado, estando eles sujeitos também à prisão por terem descumprido as leis imigratórias.

“O ICE continua o seu trabalho comprometido em tornar as comunidades mais seguras, removendo indivíduos que ameaçam a segurança pública. Comunidades da Flórida, Porto Rico e das Ilhas Virgens estão mais seguras agora por causa do trabalho duro dos nossos agentes”, disse Marc J. Moore, do escritório do ICE em Miami.