EUA querem tornar as leis de imigração ainda mais rigorosas

EUA querem tornar as leis de imigração ainda mais rigorosas

140
Compartilhar


Os Estados Unidos apresentaram ao Congresso do país uma lista de propostas para tornar as leis de imigração ainda mais rigorosas.

No “toma lá, dá cá” da política, o presidente Donald Trump decidiu pedir alto para manter em situação regular 800 mil imigrantes que chegaram aos Estados Unidos crianças.


Os chamados “dreamers” vieram com os pais, sem documentos, e foram beneficiados por um decreto do então presidente Barack Obama em 2012. Oitenta e dois por cento dos americanos querem que esses jovens permaneçam lá.

Trump, que em setembro anunciou o fim da proteção a esses imigrantes, agora quer impor condições para devolver o benefício. Entre elas, a liberação de recursos para construir o muro na fronteira com o México e o corte de verbas federais das chamadas “cidades santuário”, que são mais flexíveis com imigrantes em situação irregular.

O governo Trump também quer punir criminalmente as pessoas que ficarem nos Estado Unidos mais do que o tempo permitido pelo visto.


Os líderes da oposição democrata criticaram a proposta. Disseram que o governo não pode estar falando sério ao apresentar uma lista de exigências que é o oposto do que toda a comunidade de imigrantes representa. Trump também recebeu críticas dentro do próprio Partido Republicano. Desta vez, sobre o temperamento dele.

O respeitado senador Bob Corker disse em uma entrevista ao jornal “The New York Times” que o presidente age como se estivesse em um “reality show” e faz ameaças tão irresponsáveis a outros países que vai acabar levando os Estados Unidos à Terceira Guerra Mundial.

Do G1