Seleções se preparam para Copa América

Seleções se preparam para Copa América

43
Compartilhar

Tocando de Primeira

A volta de Lionel Messi à Argentina, quase nove meses depois, marca a rodada de amistosos das seleções sul-americanas nesta sexta-feira (22), a penúltima antes que os técnicos anunciem os jogadores convocados para a Copa América, que será disputada entre junho e julho no Brasil.

O astro do Barcelona não defende a bicampeã mundial desde o dia 30 de junho do ano passado, na derrota para a França pelas oitavas de final da Copa do Mundo. Contra a Venezuela, no estádio Wanda Metropolitano, em Madri, acontecerá o segundo retorno do craque, que também chegou a abandonar a seleção após o revés contra o Chile na decisão da última Copa América, em 2016.

Tocando de Primeira

Essa nova volta acontecerá precedida de duas atuações soberbas do camisa 10 pelo Barcelona, com cinco gols em duas partidas. Fez dois na goleada sobre o Lyon por 5 a 1, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, e três, todos eles muito bonitos, no 4 a 1 sobre o Betis, pelo Campeonato Espanhol.

O técnico da Argentina, Lionel Scaloni, que vinha como interino e foi efetivado ao menos até a Copa América, tem a mesma missão na qual seus oito antecessores fracassaram: fazer Messi jogar como no Barcelona com frequência. Entre altos e baixos desde 2005, quando vestiu a camisa ‘albiceleste’ pela primeira vez, o cinco vezes melhor do mundo poucas vezes se sentiu tão à vontade quanto nas partidas pelo Barça.

Para isso, o treinador convocou 31 jogadores, entre os quais o zagueiro Nicolás Otamendi e o meia Ángel Di María, depois cortados por lesão. Alguns figurões, como os atacantes Gonzalo Higuaín e Sergio Agüero ficaram de fora.

Confirmado como titular, Messi terá como companheiros no setor ofensivo os atacantes Lautaro Martínez, da Inter de Milão, e Pity Martínez, do Atlanta United. O restante da equipe terá Franco Armani no gol; Mercado, Foyth e Lisandro Martínez na zaga; Montiel e Tagliafico nas alas, e Lo Celso e Paredes no meio.

Na Venezuela, embora 24 dos 25 convocados atuem no exterior, o futebol, segundo o próprio técnico Rafael Dudamel, pode servir para amenizar a crise vivida no país.

Porém, a equipe sequer poderá se preparar para a Copa América diante de sua torcida. Depois de atuar em Madri, a ‘Vinotinto’ jogará em Girona contra a seleção da Catalunha na semana que vem, e em maio e junho fará amistosos nos Estados Unidos antes do torneio continental.

O duelo contra a Argentina é aguardado de maneira especial pelo atacante Salomón Rondón, que pode igualar o recorde de gols pela Venezuela. Ele tem 20, um a menos que os recordistas Juan Arango e Giancarlo Maldonado.

Os venezuelanos estão no grupo A da Copa América, o mesmo do Brasil. Quem também compõe a chave é o Peru, que nesta sexta-feira enfrentará o Paraguai na Red Bull Arena, em Nova Jersey, nos EUA. Mesmo sem poder contar com Paolo Guerrero, ainda suspenso por doping, a ‘Blanquirroja’ continua apostando em jogadores experientes, e entre os prováveis titulares para o amistoso todos eles disputaram o Mundial da Rússia, entre eles o lateral-esquerdo Miguel Trauco, do Flamengo, e o meia Christian Cueva, do Santos.

Paraguai entra em campo pela primeira vez com técnico novo

Na seleção paraguaia, a grande aposta entre velhos conhecidos da torcida brasileira. A defesa terá Iván Piris, com passagem pelo São Paulo, Gustavo Gómez, do Palmeiras, e Fabián Balbuena, ex-Corinthians; o meio tem Piris da Mota, do Flamengo, enquanto na linha de frente estarão Derlis González, do Santos, e Ángel Romero, ainda vinculado ao Timão, embora esteja afastado.

A ‘Albirroja’ chega para o duelo com novo comando, já que o colombiano Juan Carlos Osorio pediu demissão, alegando problemas pessoais, após um jogo, o empate com a África do Sul em 1 a 1. No lugar do ex-São Paulo assumiu o argentino Eduardo Berizzo.

Convidados para Copa América, Japão enfrenta Colômbia em preparativo

Outro confronto entre equipes que estarão na Copa América será realizado no Estádio Internacional de Yokohama, onde o Japão, um dos convidados da Conmebol ao lado do Qatar, medirá forças com a Colômbia.

Os Samurais Azuis, atuais vice-campeões asiáticos, estão no grupo C, junto com Uruguai, Equador e Chile, enquanto os ‘Cafeteros’ fazem parte do grupo B, com Argentina, o Paraguai e Qatar. A partida marcará a estreia do técnico português Carlos Queiroz no comando dos colombianos.

Bolívia e Chile também testam forças para torneio continental

Também na Ásia, a Bolívia, que disputará o jogo de abertura da Copa América contra o Brasil, vai encarar a Coreia do Sul em Ulsan. Já os qatarianos, que venceram a última copa do continente e estarão no Brasil daqui a menos de três meses, não jogam nesta data Fifa.

Quem, assim como Carlos Queiroz, também começará à frente de uma seleção nesta sexta é Gerardo Martino, que deixou o Atlanta United depois do título da MLS para dirigir o México. A ‘Tri’, que desta vez não foi convidada para a Copa América, enfrentará o Chile, atual bicampeão do torneio, em San Diego, também nos EUA. EFE

Fonte: R7

Tocando de Primeira