Real Madrid anuncia Zidane no comando do clube

Real Madrid anuncia Zidane no comando do clube

35
Compartilhar

Tocando de Primeira

O Real Madrid confirmou na tarde desta segunda-feira a notícia que muitos torcedores aguardavam: Zinedine Zidane está de volta. O francês foi anunciado como novo treinador, assinando um contrato até junho de 2022. Ele retorna nove meses depois de sua despedida, para substituir Santiago Solari, e concederá entrevista coletiva às 16h (de Brasília) para falar sobre o acerto.

O argentino foi sacado do comando da equipe menos de uma semana depois da eliminação merengue nas oitavas de final da Liga dos Campeões, após derrota por 4 a 1 diante do Ajax. Apesar de tirá-lo do comando da equipe principal, a diretoria ofereceu um novo cargo (não revelado) a Solari dentro do clube.

Tocando de Primeira

A mudança no comando do time já era especulada desde a última terça-feira, uma vez que a queda na Champions praticamente encerrou a temporada merengue, após duas derrotas para o Barcelona em pleno Santiago Bernabéu. Fora da Copa do Rei e com chances bem reduzidas no Campeonato Espanhol, o Real precisaria de uma “reconstrução”, na opinião da diretoria, que optou por não esperar o fim da temporada.

– O Real Madrid agradece pelo trabalho de Santiago Solari e pelo compromisso e lealdade que ele sempre demonstrou a esta casa – disse o clube, através do comunicado.

A saída de Solari, desta forma, era uma possibilidade mais que badalada independente do resultado diante do Valladolid, no último domingo. E a reunião semanal da diretoria do Real Madrid, que sempre ocorre às segundas, sacramentou sua saída depois de menos de cinco meses à frente da equipe. Ele havia assumido o time no fim de outubro, como interino, depois da demissão de Julen Lopetegui, e foi efetivado em novembro.

Com a mudança, o Real Madrid vai para o terceiro técnico diferente na temporada 2018/19 – uma das mais caóticas de sua história. Após a saída de Cristiano Ronaldo, o elenco que conquistou o tricampeonato europeu não conseguiu mostrar bom desempenho e iniciou a liga espanhola longe da disputa pelo título, o que levou à demissão de Lopetegui. Solari fez a equipe crescer e avançar na Copa do Rei e na Liga dos Campeões, mas em duas semanas, a crise voltou a bater à porta.

Fonte: Globo Esporte

Tocando de Primeira