Flamengo adota silêncio e não descarta rescindir com Guerrero; partes farão reunião

Flamengo adota silêncio e não descarta rescindir com Guerrero; partes farão reunião

259
Compartilhar

Tocando de Primeira

A suspensão imposta pela FIFA pode dar fim à passagem de Guerrero pelo Flamengo. Receoso com a punição de um ano, por flagra de doping, o clube adotou o silêncio até a noite desta sexta-feira (8) e, internamente, avalia a possibilidade de encerrar o contrato com o peruano. A informação foi dada primeiro pelo jornal O Globo e confirmada pelo Esporte Interativo.

Tocando de Primeira

O contrato do jogador já está em análise no departamento jurídico do clube da Gávea. A decisão não está tomada, mas, se for necessária, a primeira opção é a rescisão amigável com o atleta. Como no acordo com qualquer jogador rubro-negro, há no contrato de Guerrero algumas cláusulas de quebra, e alguns casos de doping estão incluídos.

Para debater o assunto, representantes de Guerrero e o Flamengo já fazem contatos. Uma reunião é prevista para breve. Enquanto isso, o silêncio do clube chega a incomodar algumas partes, já que a decisão da Fifa foi conhecida no Brasil antes das 10h (de Brasília). No cenário atual, a punição do atleta terminaria em novembro, mais de dois meses depois do fim do vínculo do atacante com o Rubro-Negro. À reportagem, o clube avisou que vai se pronunciar oficialmente no momento adequado.

Enquanto isso, briga na Fifa continua

Condenado pelo Comitê Disciplinar, a defesa de Guerrero recorrerá ao Comitê de Apelação da Fifa até o próximo mês. A reportagem do Esporte Interativo apurou que a intenção da defesa do peruano é deixá-lo em condições legais de disputar a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, que começa em junho.

Com novo resultado negativo, ainda resta a Guerrero o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), a última instância da justiça desportiva mundial, antes de ter encerradas as possibilidades. O atacante testou positivo para um metabólito da folha de coca, a benzoilecgonina, no último mês de outubro, após o duelo entre Peru e Argentina pelas Eliminatórias. O atleta foi suspenso preventivamente por um mês e julgado no último dia 30.

Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images

Tocando de Primeira