João Doria (PSDB) desbancou Haddad (PT), Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB) e...

João Doria (PSDB) desbancou Haddad (PT), Russomanno (PRB), Marta Suplicy (PMDB) e foi eleito prefeito de São Paulo

393
Compartilhar

Tocando de Primeira

VEJA

A cidade de São Paulo elegeu neste domingo, pela primeira vez, um prefeito em primeiro turno: com 96,48% das urnas apuradas, João Doria (PSDB) tem 53,42% dos votos válidos. O tucano desbancou seus adversários Fernando Haddad (PT), Celso Russomanno (PRB) e Marta Suplicy (PMDB). Ainda que inédita, a vitória já no primeiro turno não era descartada pelos tucanos.

Tocando de Primeira

Os trackings internos do partido na véspera das eleições já indicavam o candidato com um porcentual entre 45% e 50% dos votos. Ainda assim, dada a dificuldade do feito, no começo da tarde, de cima do palco montado no diretório do partido em São Paulo, o animador da militância pedia respeito aos outros candidatos, de olho em evitar rusgas com potenciais aliados no segundo turno.

A vitória cai com uma ducha de água fria principalmente no PT, que nutria grande expectativa de ir ao segundo turno. O candidato à reeleição Fernando Haddad (PT) vinha crescendo nas pesquisas e a boca de urna do Ibope indicava que ele tinha 20% das intenções de votos válidos, contra 48% do tucano. Mas o resultado representa, sobretudo, uma vitória pessoal do governador Geraldo Alckmin – que apostou suas fichas e prestígio no novato.

Alckmin bancou a candidatura de Doria contra boa parte dos integrantes de seu partido, provocando um racha na legenda que culminou na saída do vereador Andrea Matarazzo para o PSD. O resultado do afilhado dá força ao governador na busca pela indicação do partido para disputar a Presidência da República em 2018. Não à toa, o diretório do PSDB em São Paulo foi tomado por gritos de “Geraldo presidente 2018”.

Tocando de Primeira

Deixe um comentário

dezessete − 11 =