Ministro da Educação passa vergonha novamente por erro de português

Ministro da Educação passa vergonha novamente por erro de português

26
Compartilhar

Tocando de Primeira

Mais uma vexame do ministro da Educação, Abraham Weintraub, por causa da língua portuguesa.

Ele escreveu duas vezes a palavra “paralisação” usando a letra “z” em carta destinada ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Tocando de Primeira

Suspensão aparece como “suspenção”.

Weintraub alerta que os recursos previstos para o ministério em 2020 não garantem a prestação de serviços públicos, como a compra de livros escolares.

Assim, o Brasil correria o risco de interromper das atividades em universidades públicas.

É mais uma erro na lista de gafes do ministro.

Em uma mensagem do Twitter, ele trocou o termo “asseclas”, que significa correligionários, por “acepipes”, que são aperitivos ou petiscos. Um erro de português bem indigesto, por sinal.

Antes, Weintraub já havia tratado o escritor Franz Kafka como “Kafta”, a iguaria da culinária árabe.

Em outra gafe, ele comentou: “HAVIAM emendas parlamentares de 55 milhões para recuperar o museu…”.

Fonte: Catraca Livre

Tocando de Primeira