Jovem brasileira fica em 1º lugar na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática

Jovem brasileira fica em 1º lugar na Olimpíada Europeia Feminina de Matemática

48
Compartilhar

Tocando de Primeira

Aos 17 anos, a gaúcha Mariana Bigolin Groff levou a sonhada medalha de ouro — título inédito para o país — na 8ª Olimpíada Europeia Feminina de Matemática (EGMO, na sigla em inglês), que aconteceu de 7 a 13 de abril, em Kiev, na Ucrânia.

Com 196 estudantes de 49 países, a Olimpíada rendeu ao Brasil a 20ª posição geral com o também esforço da carioca Maria Clara Wernerck e da fortalezense Ana Beatriz Studart, ambas com 17 anos, e que garantiram ao país duas medalhas de bronze. Bruna Arisa Shoji Nakamura, de 16 anos, de São Paulo, e Maria Clara de Lacerda Werneck, de 17 anos, do Rio de Janeiro, também participaram da competição.

Tocando de Primeira

É a terceira vez que o Brasil marca presença, somando nove medalhas e uma menção honrosa.

Reconhecimentos além da olimpíada de matemática

As conquistas de Mariana, que levou o ouro, são inúmeras: ela já ganhou 28 medalhas em competições nacionais e cinco em competições internacionais. Na EGMO, ano passado a gaúcha ganhou medalha de prata e, em 2017, ficou com o bronze. Já na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) ela ficou em primeiro lugar seis vezes.

Ex-aluna da Escola Estadual Cardeal Roncalli, em Frederico Westphalen, Rio Grande do Sul, a jovem recentemente ganhou uma bolsa integral para estudar em um colégio particular em Fortaleza.

Fonte: Revista Educação

Tocando de Primeira