Brasileira é assassinada brutalmente no Havaí nos EUA

Brasileira é assassinada brutalmente no Havaí nos EUA

122
Compartilhar

NOVA YORK – Uma brasileira de 51 ano foi brutalmente assassinada na quinta-feira (7), perto da praia Ke Iki, ao norte da ilha Oahu, no Havaí. De acordo com o chefe das investigações, o corpo de Telma Emery foi encontrado no andar de baixo de uma casa onde ela estaria encarregada da limpeza. A polícia ainda não tem muitos detalhes sobre o que motivou o assassinato a pauladas.

A filha de Telma, Makana, de oito anos, foi encontrada amarrada no andar de cima da residência.

Segundo a polícia, um homem e uma mulher foram presos na noite de quinta-feira (7) suspeitos de terem cometido o crime. A polícia está procurando um carro Nissan que foi roubado e pode ter ligação com o crime.

O marido da brasileira, Kevin Emery, disse que recebeu uma ligação da polícia dizendo que sua esposa havia sido assassinada a pauladas e sua filha estava amarrada. Ele disse que a esposa foi violentamente atacada com o bastão de baseball e sufocada. A bolsa e as chaves da brasileira foram roubadas. A criança teve os pés e mãos amarrados e a boca tapada com fita adesiva. “Nós nunca sabemos o que esperar da vida. Nossas lembranças nunca serão apagadas”, disse o marido, transtornado.

Telma Emery era professora substituta em uma escola do ensino fundamental e ensinava português para crianças. A sogra de Telma a descreveu como uma excelente pessoa. “O melhor ser humano aqui de North Shore. Ele era muito especial, ótima mãe, sempre muito feliz e atenciosa”, descreveu a sogra.

Amigos de Telma fizeram uma vigília com velas para homenagear a brasileira na noite de quinta-feira.

Até o campeão de surfe Kelly Slater compartilhou uma mensagem com a placa do carro e depois informou sobre a prisão dos suspeitos, ao prestar condolências à família. “Eu não conhecia a vítima, mas ela era amiga de muitos dos meus amigos. Isso é simplesmente horrível”, destacou o surfista.

Com AcheiUSA  / STAR ADVERTISER