Atlanta na Geórgia é a cidade que mais prendeu imigrantes indocumentados nos...

Atlanta na Geórgia é a cidade que mais prendeu imigrantes indocumentados nos EUA em 2017

175
Compartilhar

NOVA YORK – De acordo com reportagem especial divulgada no dia 25 deste mês pelo jornal The New York Times, a agência do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) em Atlanta, na Geórgia, bateu o recorde de prisões de indocumentados no país, com mais de 7.753 detidos entre janeiro e junho deste ano.
Os números envolvem detenções entre a Geórgia, Carolina do Norte e do Sul, segundo os últimos números divulgados pela agência federal.

A quantidade é 80% maior que o mesmo período do ano passado e só perde para Dallas, no Texas. “Se você estiver ilegal neste país, você deveria estar com medo. Provavelmente nós vamos bater na sua porta em algum momento”, disse o agente Sean Gallagher, do ICE de Atlanta.

Atlanta não é considerada cidade-santuário para imigrantes e os agentes de imigração contam com o apoio de policiais, que têm enviado para a agência imigrantes parados no trânsito por lâmpada queimada ou estacionamento proibido. O comércio também vem sentindo o afastamento de clientes.

A cada hora, um imigrante que está ilegalmente no país é levado para a alguma prisão do Estado. Ao redor da área metropolitana, imigrantes que sabem que correm o risco, pararam até mesmo de dirigir e deixaram de usar carro próprio e vão trabalhar ou saem de táxi ou Uber. A comunicação de alerta sobre localização de agentes ou blitz se dá por telefone e via facebook para outros imigrantes.

A cidade está sendo um dos mais temidas por imigrantes indocumentados nos EUA desde que o presidente Trump declarou assim que tomou posse que pessoas que estão ilegalmente no país são alvo de prisão e deportação, elevando o número de prisões de imigração em mais de 40% neste ano.

A administração atual ainda não superou a do governo Obama em número de deportações recorde de imigrantes indocumentados, mas a recomendação ainda era para prender somente criminosos sérios e recém-chegados. A administração atual mudou as diretrizes e passou a permitir que os agentes de imigração prendam e deportem qualquer cidadão que esteja no país ilegalmente.

Com Gazeta News