Amigos criam “fast food de espetinho”

Amigos criam “fast food de espetinho”

122
Compartilhar

André Ayres, 45 anos, Marcus Grossi, 49, e Roberto Pessoa, 51, são amigos de infância que decidiram se tornar também parceiros de negócios. A sociedade começou em 2010, quando o trio abriu em Belo Horizonte o Djalma, bar especializado em carnes nobres. “O Roberto já tinha experiência com restaurantes. Posteriormente, nós vimos a possibilidade de montar um botequim com chefs e pratos elaborados”, afirma Ayres.

O negócio vingou e levou os amigos a investirem em novos empreendimentos.

Surgiu assim o Grupo Mar, que reúne bares e restaurantes especializados em cortes de carnes especiais. A mais recente aposta dos empresários é o Steak Me, fast food de carnes nobres criado em 2014. “Nossa ideia foi democratizar o consumo de carne angus, mantendo o mesmo padrão dos produtos que vendemos em nossos restaurantes, diz André.

Para criar o restaurante de espetos, que além da matriz em Belo Horizonte hoje conta com duas unidades no Rio de Janeiro, os amigos buscaram inspiração em Nova York – cidade em que conheceram o Meatpacking District, bairro que chegou a ser responsável pela produção de um terço da carne consumida nos Estados Unidos.

O investimento inicial dos amigos para criar o Steak Me foi de R$ 600 mil.

O espaço com ambiente moderno oferece espetos de 120 gramas de queijo, frango e carnes por valores entre R$ 8 e R$ 15. “Um de nossos diferenciais é que nós mesmos processamos as carnes. Compramos as peças de um frigorífico, montamos os espetos e embalamos em embalagens a vácuo”, afirma André.

De acordo com o empresário, cada restaurante da rede recebe semanalmente 2 mil clientes, em sua maioria pessoas das classes A, B e C que gastam em média R$ 50.

Fonte: PEGN